Arquivo da tag: evento

Participe do IV Congresso Municipal sobre Envelhecimento Ativo

Como sabem, há vários anos participo da organização do Congresso Municipal sobre Envelhecimento Ativo. A cada edição, um grande tema é abordado por especialistas e pelas próprias pessoas idosas. É um evento inclusivo, que conta com a participação de profissionais de Geriatria, Gerontologia e áreas afins, pessoas idosas, gestores de instituições, gestores públicos, estudantes de graduação, pós-graduação, cuidadores de idosos e demais interessados. Por pretender atingir o maior público possível para sensibilizar nosso município para a causa do envelhecimento, é totalmente gratuito e aberto ao público na Câmara Municipal de São Paulo. Será dia 22/09, com pré-congresso em 21/09.

O vídeo a seguir foi elaborado ao final de uma de nossas reuniões de organização. Eu aproveito para chamar cada um dos seguidores deste blog a participar de um congresso que certamente agregará muito conhecimento a todos que estiverem conosco nessa oportunidade. Clique aqui para a programação completa.

cropped-logoivcongenvativo

clique na imagem para se inscrever

Anúncios

III Encontro de Assistência Multiprofissional ao Idoso

cartaz III EAMI 2014

No dia 30/05/2014, sexta-feira, Guarulhos sediará o III Encontro de Assistência Multiprofissional ao Idoso, tradicionalmente orientado pelas trocas de experiências nas melhores práticas de saúde em instituições de longa permanência para idosos (ILPI). O evento é destinado a profissionais de saúde que atuam com esse público-alvo. Maiores informações e inscrições podem ser feitas através do e-mail dramartasilva@hotmail.com (envie nome, e-mail, endereço e telefone).

Veja os detalhes a seguir:

PROGRAMAÇÃO:

12h00 às 13h00: inscrições e entrega do material

13h00 – Abertura

13h05 –  Banco de dados em ILPIs:  instrumento facilitador de informações da equipe multiprofissionalMarta Cristina Silva, graduada em Fisioterapia – FIG/1996 e Ed. Física UNIMESP/1992, especialista em Aparelho Locomotor – UNIFESP/2001, consultora de Ergonomia (LER/DORT) CN ROSSI e ANAFIT /2001, Especialista em Gerontologia – FMUSP/2001, é fisioterapeuta responsável pelo setor na AC.S.C.  Lar Madre Regina.

13h20 – Cuidados com a utilização de medicamentosChristine Grützmann Faustino, graduação em Farmácia Industrial – UEL/ 2002,  especialista em Farmácia Hospitalar pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo,mestre em Ciências (FMUSP). Atualmente , é doutoranda na mesma universidade e realiza palestras sobre o uso de medicamentos em idosos com experiência em Drogarias e Farmácia Hospitalar.

13h50 – Adaptação e Inserção do Idoso e Família em ILPI – Eliana Novaes Procópio de Araújo, graduada em Psicologia (PUC SP/1978), mestre em Gerontologia (PUC-SP), professora do curso de Pó -Graduação da Faculdade Paulista de Serviço Social em Gerontologia e do Curso de Especialização em Gerontologia do Cogeae – PUC-SP. Membro do Observatório da Longevidade Humana (OLHE) e da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG-SP). Autora do livro Práticas Psicogerontológicas nos Cuidados de Idosos. Experiência em gestão de serviços psicogerontológicos em Instituição de longa permanência e em centro-dia.

14h10 – A importância do trabalho da equipe multidisciplinar/vivências e resultados alcançados para o público idosoDayana Nicoletti Braga, Gerente Assistencial do CRI Norte. Pós-graduada em Administração Hospitalar (FGV) e Gerontologia (UNIFESP).

14h30 – Papel do enfermeiro nas ILPISSuzana Aparecida dos Santos, graduada pela  Faculdade Paulista de Ciências da Saúde de S.P., pós-graduada em Gerontologia – UNINOVE, MBA em Gestão de Pessoas – UNINOVE, atual supervisora administrativa no Lar de Idosos Pedro Balázs.

14h50 às 15h30 – Fórum de estratégias de equipes: questionamentos profissionais – Christine G. Faustino, Eliana Novaes Procópio de Araújo, Dayana N. Braga e  Suzana Aparecida dos Santos.

15h30 às 15h45 – INTERVALO

15h45 – A importância do Regulamento Interno de funcionários, para o bom funcionamento de uma ILPIsAdriana M. S. Savio, advogada, mestre pela Université Paul Cezane(França) em Direito Europeu, doutoranda em Direito Internacional Ambiental pela Ecole Doctorale Pierre Couvrat- Université de Droit de Poitiers (França) e empresária da Residência Primavera / e Dr. Claudio Stucchi- especialista no 3º setor e sócio da empresa PREVENER CONSULTORIA.

16h05 – Orientações nutricionais para pacientes frágeis de ILPIsAna Paula Maeda– CRI/ZN- Nutricionista, Especialista em Gerontologia pela UNIFESP. Mestre em Saúde Pública – USP. Coordenadora em Gerontologia do CRI Norte.

16h20 – Orientações odontológicas para pacientes de ILPIsBruno Guardieiro – CRI/ZN- Responsável pelo Serviço de Odontologia do CRI/ZN, colaborador da Disciplina de Geriatria e Gerontologia da UNIFESP, residência em Odontologia Hospitalar HCFMUSP, especialista em Implantodontia UNICSUL, doutorando pelo Instituto do Coração HCFMUSP.

16h35 – A Fonoaudiologia contribuindo para a atenção ao Idoso de ILPIsGiuliana Miramontes Ribeiro – Fonoaudióloga Especialista em Voz pelo Centro de Estudo da Voz e em Disfagia Neurogênica e Mecânica pelo Hospital A.C.Camargo. Aprimoramento em Disfagia Infantil pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Atua no Hospital Alemão Oswaldo Cruz e realiza atendimentos no HOME CARE.

16h50 –Fórum de estratégias de equipes: questionamentos profissionaisAdriana M. S. Savio, Ana Paula Maeda, Bruno Guardieiro, Giuliana Miramontes Ribeiro.

17h30 – ENCERRAMENTO

Saúde da próstata: vamos tocar no assunto?

Fonte: Cabeça de homem (Cândido Portinari)

Fonte: Cabeça de homem (Cândido Portinari)

Os homens tem o péssimo costume de evitar os serviços de saúde. Vale aquela velha frase que muitas esposas já ouviram: “Médico pra quê? Pra encontrar alguma doença?”. Com um argumento desses, é difícil convencer um homem a se relacionar com o sistema de saúde em qualquer nível de complexidade.

Eles são mais vulneráveis às doenças, sobretudo às enfermidades graves e crônicas e morrem mais precocemente que as mulheres. Tal fato contribui para a feminização da velhice, o resultado da desigualdade de gênero na expectativa de vida que determina a maior proporção de mulheres do que de homens nas faixas etárias mais avançadas.

Continuar lendo

I Simpósio Internacional de Estudos sobre a Deficiência

banner evento deficiencia

Acontece de 19 a 21 de junho o I Simpósio Internacional de Estudos sobre a Deficiência, realizado em parceria entre o Memorial da Inclusão, da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência; o Diversitas, Núcleo de Estudo das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos – FFLCH/USP; e o Programa USP Legal, Comissão Permanente para Assuntos Relativos às Pessoas com Deficiência – USP.

Continuar lendo

I Encontro de Blogueiros da Saúde

Para variar, o Twitter do blog (@ReabGeronto) me reservou mais uma daquelas oportunidades-relâmpago de aprendizagem: no início da tarde de hoje me deparei casualmente com um perfil do evento “I Encontro de Blogueiros e Ativistas em Redes Sociais da Saúde” (@BlogueirosSaude). O encontro, que pretende ser anual, sempre em junho, foi dirigido a blogueiros e ativistas em redes sociais que tratam de saúde ou convivência com a doença que os motivou a escrever.

Continuar lendo

Síntese do encontro sobre a Doença de Alzheimer na Câmara Municipal de São Paulo

Conforme divulgado, o Vereador Natalini e a Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz) realizaram, no dia 20/05, o XXIX Ciclo de Debate Município Saudável, cujo tema foi Doença de Alzheimer (DA). O evento contou com o apoio da Support Advanced Medical Nutrition da Danone Company e deste blog. A reunião que possibilitou a organização deste evento já foi publicada aqui anteriormente. O blog ficou responsável por ampliar a divulgação nos meios gerontológicos. Com efeito, pude encontrar diversos colegas no evento que lotou o Auditório Prestes Maia sem esforço.

Público idoso e gerontólogos lotaram o Auditório Prestes Maia

Público idoso e gerontólogos lotaram o Auditório Prestes Maia

O vereador Natalini (PV), quem trouxe o debate à Câmara, contou sua experiência pessoal. Além de médico, há nove anos sua mãe foi diagnosticada com a doença. “É duro, e o tratamento ainda não tem resultados mais satisfatórios”, observou. Para ele, é preciso investir na formação dos cuidadores voluntários, como familiares, tanto quanto dos profissionais. “Sabemos o quanto isso incide na vida das famílias, no aspecto financeiro, social e humano”, argumentou.  Continuar lendo