Arquivo da tag: idoso frágil

III Encontro de Assistência Multiprofissional ao Idoso

cartaz III EAMI 2014

No dia 30/05/2014, sexta-feira, Guarulhos sediará o III Encontro de Assistência Multiprofissional ao Idoso, tradicionalmente orientado pelas trocas de experiências nas melhores práticas de saúde em instituições de longa permanência para idosos (ILPI). O evento é destinado a profissionais de saúde que atuam com esse público-alvo. Maiores informações e inscrições podem ser feitas através do e-mail dramartasilva@hotmail.com (envie nome, e-mail, endereço e telefone).

Veja os detalhes a seguir:

PROGRAMAÇÃO:

12h00 às 13h00: inscrições e entrega do material

13h00 – Abertura

13h05 –  Banco de dados em ILPIs:  instrumento facilitador de informações da equipe multiprofissionalMarta Cristina Silva, graduada em Fisioterapia – FIG/1996 e Ed. Física UNIMESP/1992, especialista em Aparelho Locomotor – UNIFESP/2001, consultora de Ergonomia (LER/DORT) CN ROSSI e ANAFIT /2001, Especialista em Gerontologia – FMUSP/2001, é fisioterapeuta responsável pelo setor na AC.S.C.  Lar Madre Regina.

13h20 – Cuidados com a utilização de medicamentosChristine Grützmann Faustino, graduação em Farmácia Industrial – UEL/ 2002,  especialista em Farmácia Hospitalar pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo,mestre em Ciências (FMUSP). Atualmente , é doutoranda na mesma universidade e realiza palestras sobre o uso de medicamentos em idosos com experiência em Drogarias e Farmácia Hospitalar.

13h50 – Adaptação e Inserção do Idoso e Família em ILPI – Eliana Novaes Procópio de Araújo, graduada em Psicologia (PUC SP/1978), mestre em Gerontologia (PUC-SP), professora do curso de Pó -Graduação da Faculdade Paulista de Serviço Social em Gerontologia e do Curso de Especialização em Gerontologia do Cogeae – PUC-SP. Membro do Observatório da Longevidade Humana (OLHE) e da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG-SP). Autora do livro Práticas Psicogerontológicas nos Cuidados de Idosos. Experiência em gestão de serviços psicogerontológicos em Instituição de longa permanência e em centro-dia.

14h10 – A importância do trabalho da equipe multidisciplinar/vivências e resultados alcançados para o público idosoDayana Nicoletti Braga, Gerente Assistencial do CRI Norte. Pós-graduada em Administração Hospitalar (FGV) e Gerontologia (UNIFESP).

14h30 – Papel do enfermeiro nas ILPISSuzana Aparecida dos Santos, graduada pela  Faculdade Paulista de Ciências da Saúde de S.P., pós-graduada em Gerontologia – UNINOVE, MBA em Gestão de Pessoas – UNINOVE, atual supervisora administrativa no Lar de Idosos Pedro Balázs.

14h50 às 15h30 – Fórum de estratégias de equipes: questionamentos profissionais – Christine G. Faustino, Eliana Novaes Procópio de Araújo, Dayana N. Braga e  Suzana Aparecida dos Santos.

15h30 às 15h45 – INTERVALO

15h45 – A importância do Regulamento Interno de funcionários, para o bom funcionamento de uma ILPIsAdriana M. S. Savio, advogada, mestre pela Université Paul Cezane(França) em Direito Europeu, doutoranda em Direito Internacional Ambiental pela Ecole Doctorale Pierre Couvrat- Université de Droit de Poitiers (França) e empresária da Residência Primavera / e Dr. Claudio Stucchi- especialista no 3º setor e sócio da empresa PREVENER CONSULTORIA.

16h05 – Orientações nutricionais para pacientes frágeis de ILPIsAna Paula Maeda– CRI/ZN- Nutricionista, Especialista em Gerontologia pela UNIFESP. Mestre em Saúde Pública – USP. Coordenadora em Gerontologia do CRI Norte.

16h20 – Orientações odontológicas para pacientes de ILPIsBruno Guardieiro – CRI/ZN- Responsável pelo Serviço de Odontologia do CRI/ZN, colaborador da Disciplina de Geriatria e Gerontologia da UNIFESP, residência em Odontologia Hospitalar HCFMUSP, especialista em Implantodontia UNICSUL, doutorando pelo Instituto do Coração HCFMUSP.

16h35 – A Fonoaudiologia contribuindo para a atenção ao Idoso de ILPIsGiuliana Miramontes Ribeiro – Fonoaudióloga Especialista em Voz pelo Centro de Estudo da Voz e em Disfagia Neurogênica e Mecânica pelo Hospital A.C.Camargo. Aprimoramento em Disfagia Infantil pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Atua no Hospital Alemão Oswaldo Cruz e realiza atendimentos no HOME CARE.

16h50 –Fórum de estratégias de equipes: questionamentos profissionaisAdriana M. S. Savio, Ana Paula Maeda, Bruno Guardieiro, Giuliana Miramontes Ribeiro.

17h30 – ENCERRAMENTO

Anúncios

No Diário Oficial da Cidade de São Paulo: Lei 15.509 de 14 de junho de 2013 – Centro dia do idoso

diário oficial sp 15 06 13

Em meio aos recentes – e justificados – protestos em São Paulo, façamos uma pequena pausa apenas para tomar ciência de que um avanço ocorreu bem neste período de tanta turbulência: foi publicada no Diário Oficial do município a Lei 15.809 de 14 de junho de 2013 que institui o Programa Social Centro Dia do Idoso na Cidade de São Paulo. Trata-se da instância final de aprovação do Projeto de Lei 527/10 de autoria do vereador Dalton Silvano (PV) que atendeu à demanda dos munícipes por equipamentos alternativos ao asilamento da pessoa idosa fragilizada por condições como a Doença de Alzheimer, depressão, sobrecarga do cuidador, isolamento social, risco de acidentes domésticos, dentre outros.

Continuar lendo

Aprovado o PL 527/2010 que institui o Centro-dia do Idoso Fragilizado no município de São Paulo!

DSC07332

Usuários do centro-dia mantido pela AFAI comemoram. Fonte: http://goo.gl/Qfyzd

Mais uma conquista para o município! Finalmente as questões do envelhecimento vêm mobilizando o poder público a avançar na elaboração de projetos de lei que equacionem as demandas desse segmento populacional, pelo menos no que concerne à saúde e à assistência social. Foi aprovado no dia 22/05/2013 o Projeto de Lei 527/2010 – de autoria do Vereador Dalton Silvano (PV) – que institui o Centro-dia do Idoso Fragilizado em São Paulo.

Contribuições iniciais para o substitutivo do PL527/2010, a convite do Vereador Dalton Silvano.

Contribuições iniciais para o substitutivo do PL527/2010, a convite do Vereador Dalton Silvano. Salão Nobre da CMSP, 24/04/2012.

Na tribuna. Salão Nobre da CMSP, 24/04/2012.

Tive a grata oportunidade de participar ativamente no substitutivo do primeiro texto do PL 527/2010, por convite da Associação dos Familiares e Amigos do Idoso (AFAI) que mantém um centro-dia modelo para pessoas idosas fragilizadas, muitas das quais, com demências como a do tipo Alzheimer.  Na ocasião, de posse do primeiro texto e considerando-o insipiente nos quesitos finalidade, profissionais envolvidos, equacionamento de demandas regionais, dentre outros aspectos, fui convidada pelo nobre vereador a compor a discussão na tribuna. Decorrido aproximadamente um mês da audiência pública em que se discutiu amplamente o primeiro texto do PL, uma reunião com especialistas na Câmara foi agendada – na qual também estive presente – para o debate de alguns detalhes na redação final do projeto. Na ocasião frisei que o equipamento deveria ter clara distinção dos centros de convivência, tanto no escopo como nas práticas assistenciais. 

apoiadores
Apoiadores do PL527/2010 na CMSP, Salão Nobre, 24/04/2012.

A questão de objeto que apontei referia-se ao conceito norteador de “idoso frágil” ou “semi-dependente” que seria empregado para o acesso da população ao equipamento. Segundo quais critérios a rede pública de saúde encaminharia pacientes idosos para esse tipo de equipamento? Muito atento a essa demanda e às demais ponderações dos colegas gerontólogos, Dalton Silvano aprimorou a proposta original e (1) apresentou o conceito de “semi-dependente”; (2) acrescentou a possibilidade de fornecimento de transporte e alimentação aos idosos e, (3) o horário de funcionamento dos centros foi definido para das 7 às 18 horas.  Continuar lendo

Audiência pública para debater Projeto de Lei que institui o Programa Social “Centro Dia do Idoso”

logotipo da AFAIHá vários anos o setor de Reabilitação Gerontológica do Lar Escola São Francisco apóia, incentiva o fortalecimento e encaminha idosos fragilizados à Associação dos Familiares e Amigos do Idoso (AFAI) que coordena um centro-dia para idosos com demências ou mobilidade reduzida cujos cuidadores têm dificuldade de supervisioná-los em casa durante o período diurno. Aliás, a AFAI também venceu o concurso Talentos da Maturidade do Banco Santander em 2010, a exemplo de nosso setor (relembre aqui o post sobre o assunto). Trata-se de um equipamento inovador em pelo menos dois aspectos fundamentais: a gestão nascida do associativismo de familiares (e não de profissionais da saúde) e a excelência na assistência às necessidades básicas daqueles idosos de alta complexidade – por se tratar de alta dependência funcional – que nem sequer figuram nas amostragens do SUS, uma vez que não conseguem acessar a rede de saúde.

Sustentado por doações e parcerias do setor público e privado, oferece a manutenção dos cuidados diurnos do idoso dependente. São socialmente estáveis, pré-institucionalizados, pertencentes à classe média, não vítimas violência doméstica. A maioria dos idosos atendidos tem convênio médico. A AFAI não é um centro de tratamento médico: seus pacientes são clinicamente estáveis, usuários de serviços de saúde públicos ou particulares. Funcionalmente, são comprometidos, além de o serem mentalmente (depressão e demência). Portanto o objetivo principal desse centro é acolher o idoso como uma extensão de sua família, oferecendo atendimento humanizado: supervisão nas atividades de vida diária (AVD) e espaço de socialização. Situa-se como um modelo intermediário de atenção ao idoso com forte caráter de apoio à família. O cuidador busca a AFAI pelos seguintes motivos:

  • já perceber conflitos familiares em torno da condição do idoso;
  • necessidade de tempo livre;
  • percebe o estresse e o cansaço;
  • precisa trabalhar fora e tem tempo restrito para cuidar;
  • iniciam-se os comportamentos agressivos que precisam ser manejados;
  • o familiar sente que o idoso precisa de convívio social próprio;
  • custo elevado da contratação de um cuidador formal.

A equipe  é composta por 4 cuidadores um fisioterapeuta, um fonoaudiólogo e um terapeuta ocupacional; auxiliar de limpeza e de cozinha. Mesmo os familiares cujos idosos já faleceram continuam engajados na ação, apoiando, incentivando e visitando os idosos e familiares daqueles que ainda frequentam a casa.

O desafio atual está na multiplicação dessa modalidade inovadora de atenção na rede pública de Saúde ou de Assistência Social. Existem impasses legais e técnicos, razão pela qual algo tão aparentemente óbvio ainda não ocorreu. Felizmente a discussão está avançando. O Projeto de Lei nº 01-0527/2010 ainda está em fase de consulta pública para debates dos mais variados aspectos sobre os quais incidem o referido Projeto, como objeto, relevância, finalidade, prestação de serviço, regulamentação, dotações orçamentárias, dentre outros que emergirem. A audiência pública ocorrerá na Câmara Municipal de São Paulo no dia 24/04/2012, das 10-14h (Viaduto Jacareí, 100 – 8º andar-Salão Nobre).

Estaremos prontos para a discussão! Apoiamos e nos sentimos gratos pela oportunidade de fortalecer a rede de apoio social ao idoso com deficiências, mobilidade reduzida e fragilidade. Participe também e divulgue! Incentive essa ideia!

Veja mais informações e o texto atual do PL proposto pelo Vereador Dalton Silvano (PV) neste link: http://goo.gl/Dy44m 

The Washington Post: notícia sobre programa exemplar de assistência à pessoa idosa

No jornal The Washington Post desta segunda-feira (20/12/2010) saiu uma matéria muito interessante sobre uma iniciativa abrangente e ousada de assistência à saúde do idoso: o Programa ElderPlus, parte do Program for All-Inclusive Care for Elderly, mais conhecido por PACE (Programa de atenção inclusiva de idosos – em tradução livre).

Esse programa provê assistência integral em nível social e de saúde para idosos em condições de fragilidade e de baixa renda. Para se ter uma ideia do tamanho do programa, já foram arrolados 23.000 idosos em 166 cidades em 29 estados americanos.  O projeto piloto do PACE começou a ser desenvolvido na década de 80 em virtude da demanda pela redução de custos com internações em hospitais gerais e instituições de longa permanência. É sempre oportuno lembrar que quem paga as contas de cuidados à saúde nos EUA é o Medicare (no caso dos cidadãos idosos) e o Medicaid (no caso das pessoas deficientes com baixa renda).

Para esse programa ElderPlus, são pagos uma média mensal de US$5.600,00 por idoso, via Medicare e Medicaid. Quem presta a assistência geralmente é um grande parceiro, como o Hospital Johns Hopkins. Estão contempladas assistência ambulatorial, hospitalar, centro-dia, transporte, alimentação. A equipe integra geriatra, psiquiatra, dentista, oftalmologista, optometrista, enfermeiro, assistente social, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista e farmacêutico, numa capacidade de atendimento de até 150 pessoas. Dentre as ações, além de consultas e terapias, óculos, próteses dentárias e auditivas e adaptação ambiental. Mesmo o que não é tradicionalmente contemplado pelos órgãos financiadores, nesse projeto, estão cobertos.

O objetivo final desse programa é manter o idoso na comunidade pelo maior tempo possível. Isso é coerente com as diretrizes da Organização Mundial de Saúde para um envelhecimento saudável (veja publicação da OMS aqui). Também está de acordo com todas as nossas políticas nacionais de atenção à saúde da pessoa idosa.

Esse texto, portanto, abre naturalmente uma discussão inevitável: por que temos tanta dificuldade em fazer cumprir as nossas políticas públicas? Por que temos tanta dificuldade em inserir o idoso no orçamento da saúde? Por que temos tanta dificuldade em articular serviços sociais com os de saúde para alcançarmos a integralidade? Como foi possível desenvolver e gerenciar desde a década de 80 um programa tão complexo e por aqui só conseguimos 2 centros de referência do idoso e um único centro-dia com características coerentes com o que é ofertado no exterior?

Não tenho as respostas, mas as perguntas poderão nos levar a lutar por uma assistência mais digna a nossa população em franco processo de envelhecimento.

Para ler a notícia na íntegra, com depoimentos e um excelente vídeo, acesse a matéria clicando aqui.