Arquivo da tag: premiação

O setor foi premiado na 12ª edição do Concurso Talentos da Maturidade do Santander!

Este post foi criado para expressar a imensa satisfação que estamos sentindo com  a vitória do Setor de Reabilitação Gerontológica do Lesf na 12ª edição do Concurso Talentos da Maturidade do Grupo Santander, categoria Programas Exemplares. Farei uma breve narrativa da história dessa conquista.

Criado em 1999, em homenagem ao Ano Internacional do Idoso, o Talentos da Maturidade é mais do que um concurso, é uma iniciativa transformadora que tem como intuito despertar um novo olhar da sociedade sobre a Terceira Idade. A categoria Programas Exemplares foi criada há 4 anos para apoiar iniciativas que, além de reconhecerem os valores do idoso, estão empenhadas em fazer com que eles tenham mais qualidade de vida e que seu papel na sociedade seja valorizado. Ser um dos 5 vencedores nessa categoria que, a exemplo das demais, ocorre em nível nacional, significa receber apoio financeiro (R$ 70.000,00) para a implantação, desenvolvimento, consolidação e aprimoramento de propostas novas ou existentes já em andamento. E esse é o caso do nosso setor. Além desse apoio, está garantida a consultoria especializada em gestão de serviços por um ano.

A exemplo da maioria das instituições filantrópicas que oferecem assistência à saúde, o déficit financeiro é uma realidade presente. “Saúde não tem preço, mas tem custo”, frase de uso corrente em nosso meio que bem retrata as dificuldades com contratação de capital humano qualificado, materiais para atendimento e tecnologia. Nossa sustentabilidade financeira pauta-se na receita gerada pelo repasse do SUS, Oficina Ortopédica, Bazar Samburá, e curso de especialização em Reabilitação Gerontológica. No entanto, a principal ameaça sempre foi o exíguo número de colaboradores no setor. Como fazer Gerontologia sem equipe interprofissional?? Na verdade, a temeridade sempre foi a assumida dependência que tínhamos dos cursos de especialização, pós-graduandos e as parcerias com graduações. Sem aluno, sem equipe… Alto risco! Essa portanto foi a maior motivação para buscarmos o auxílio financeiro e consultoria.

A decisão por apresentar o serviço num projeto intitulado “Resgatando a autonomia da pessoa idosa: serviço de Reabilitação Gerontológica do Lar Escola São Francisco” ocorreu em meados de abril deste ano. Começamos a reunir dados e a conhecer com intimidade o edital desde essa época. Quando houve a abertura das inscrições em junho, notamos apenas pequenas diferenças em relação ao edital de 2009, de modo que os ajustes foram simples. Contamos com a colaboração do setor de Desenvolvimento Institucional, Recursos Humanos e Controladoria e Gestão da Qualidade, afinal, um projeto de alto nível deve mostrar competência administrativa além de gerontológica. Assim como em Gerontologia, em Gestão não se trabalha isolado… Essa é mais uma vantagem de ser gerontóloga!

Em menos de 30 dias da submissão do projeto, que foi em final de setembro, recebemos a visita de um membro da comissão julgadora, Fábio Ribas Jr. e de um membro da área de Projetos Sociais do Grupo Santander. Pudemos expor detalhadamente nossa proposta, apresentamos os espaços físicos, recursos terapêuticos e parte da equipe. Ao saírem da instituição, fizemos uma prece diante da imagem de São Francisco no hall da capela…

Passados 15 dias de expectativa, recebi a ligação que mudaria os rumos do nosso setor e de nossa instituição: fomos contemplados com o prêmio e o reconhecimento de sermos mais um “talento da maturidade”! Reflexo da maturidade do setor, da instituição e de nossa equipe. O primeiro grande passo para a certeza da excelência!

No dia 21/11/10 eu e minha parceira, a psicóloga Inês, fizemos o check-in no Sheraton Hotel (WTC). No saguão do hotel, qual não foi minha surpresa ao ver outro grande contemplado, amigo e parceiro na luta pela assistência ao idoso, Edelmar Ulrich, acompanhado por Alberto Horita, da Associação dos Familiares e Amigos do Idoso – AFAI centro dia! Nos abraçamos longamente. Os únicos contemplados de São Paulo! E vizinhos! Foi muito emocionante.

Foi oferecido um jantar de confraternização, bem intimista, para os 25 vencedores e seus respectivos acompanhantes. Também foi feita a entrega simbólica do cheque. Posso dizer sem receio que amizades começaram nesse dia!

No dia 22/11, uma extensa rotina de atividades: massagens (3 tipos, uma coisa estressante…), unhas, almoço, cabelo, maquiagem, sessão de fotos publicitárias para a revista VEJA e demais divulgações. Ufa! Enfim, à noite teríamos a grande festa de premiação, com coquetel para conhecermos melhor cada trabalho de cada categoria. O nervosismo a essa altura já tomava conta: sabíamos que encararíamos quase 1.5oo pessoas, fora aquelas que puderam assistir ao vivo pela internet! 

 

 

Muito bonita a conduta do concurso em oferecer esse grande evento para as pessoas idosas que concorreram com seus belos trabalhos, mesmo não tendo sido contemplados.

Bem, nossa categoria foi a primeira a ser chamada, após uma linda intervenção musical da Família Lima. Maurício Kubrusly era o apresentador do evento. Fomos as últimas a serem chamadas, porém, tive a chance de exprimir tudo o que queria e temia não poder – por ansiedade aguda ou pouco tempo de microfone. Principalmente, pude dedicar o prêmio à memória da fundadora do Lesf, a educadora Maria Hecilda Campos Salgado, que com sua generosidade e longevidade ativa tanto nos inspira! Pasmem: essa fala – atrelada à idade com que ainda trabalhava em sua obra, 96 anos – evocou aplausos sem que eu sequer terminasse minha fala! Esse foi outro momento emocionante dentre tantos dessa noite mágica.

Assistimos atentamente aos demais premiados e suas belas falas. Aproveitamos ao máximo os shows de Jairzinho, e Jair Rodrigues que prefere autorreferir-se como “seminovo” a “velho”! Que figura!…

Inconformadas com a falta de um espumante na festa, nós,  mulheres premiadas da noite – eu, Inês, Iadya, Maria Luiza, Carla e Tatiana – passamos uma parte do restante da noite no Sheraton de pijama, falando de nossos amores, conquistas, outros talentos, tudo regado a um bom prosecco da casa Chandon…

Terça-feira, 23/11: check-out às 11h. Antes disso, nos despedimos de alguns de nossos novos amigos que voltaram a fazer referência à minha fala: “foi a melhor fala da noite, avaliada pela mesa das Letras!” Que linda homenagem! Com toda essa alegria, pegamos nossa lembrancinha, entramos no carro que já nos esperava para nos levar ao Lesf e retomamos a rotina. Só que a rotina nunca mais vai ser a mesma…

Mesa da categoria Programas Exemplares

 

Eu à direita na foto e Inês à esquerda

Este post é assinado por Renata Cereda Cordeiro.

Detalhes sobre o projeto, demais vencedores e fotos da premiação podem ser acessadas aqui.

Veja o album com fotos selecionadas clicando aqui.


Anúncios