Arquivo da tag: São Paulo

Participe do IV Congresso Municipal sobre Envelhecimento Ativo

Como sabem, há vários anos participo da organização do Congresso Municipal sobre Envelhecimento Ativo. A cada edição, um grande tema é abordado por especialistas e pelas próprias pessoas idosas. É um evento inclusivo, que conta com a participação de profissionais de Geriatria, Gerontologia e áreas afins, pessoas idosas, gestores de instituições, gestores públicos, estudantes de graduação, pós-graduação, cuidadores de idosos e demais interessados. Por pretender atingir o maior público possível para sensibilizar nosso município para a causa do envelhecimento, é totalmente gratuito e aberto ao público na Câmara Municipal de São Paulo. Será dia 22/09, com pré-congresso em 21/09.

O vídeo a seguir foi elaborado ao final de uma de nossas reuniões de organização. Eu aproveito para chamar cada um dos seguidores deste blog a participar de um congresso que certamente agregará muito conhecimento a todos que estiverem conosco nessa oportunidade. Clique aqui para a programação completa.

cropped-logoivcongenvativo

clique na imagem para se inscrever

Anúncios

Inscrições abertas!

cropped-logoivcongenvativo

Passados três anos da última edição, estamos novamente empenhados na construção de um evento que já entrou para a agenda do município de São Paulo: O Congresso Municipal sobre Envelhecimento Ativo. Já estamos na quarta edição de um evento que propõe reflexões aprofundadas com os melhores especialistas acerca de algum tema da atualidade que, direta ou indiretamente, incida sobre o que conhecemos por envelhecimento ativo:

“processo de otimização das oportunidades de saúde, participação e segurança, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida à medida que as pessoas ficam mais velhas.”

O tema deste ano não poderia ser mais atual: “Envelhecimento, trabalho e inclusão social: desafios e perspectivas”. Teremos um time altamente qualificado para debater a questão. Para se ter uma ideia, neste ano a Palestra Magna será proferida por Ana Amélia Camarano do IPEA no dia 22 de setembro (sábado), Câmara Municipal de São Paulo. Confira toda a programação aqui.

Além disso, apresentaremos mais duas novidades: oficinas pré-congresso no dia 21/09 e o Prêmio Ecléa Bosi.

As vagas para as oficinas já estão quase se esgotando! Isso que as inscrições foram abertas no dia 10/07… Não perca! É um evento gratuito em sua totalidade.

Saiba mais em: www.envelhecimentoativo.com

via Inscrições abertas!

Aumento do IPTU em São Paulo: como ficam os idosos?

O recente anúncio de reajuste do IPTU no município de São Paulo tem preocupado e desconcertado muitos munícipes, especialmente os mais idosos. Muitos dirão que o idoso, quando aposentado ou pensionista e com baixa renda terá isenção do imposto, reduzindo os riscos de colocá-los em situação de vulnerabilidade. A Lei 11.614/94 garante a isenção do imposto nas seguintes condições:

  • Ser aposentado, pensionista ou beneficiário de renda mensal vitalícia;
  • Não possuir outro imóvel no município;
  • Utilizá-lo como residência;
  • Rendimento mensal que não ultrapasse 3 (três) salários mínimos no exercício a que se refere o pedido;
  • O imóvel deve fazer parte do patrimônio do solicitante. (Fonte:   http://goo.gl/DnQi4

O grande problema será para os idosos que vivem com rendimentos pouco acima dos irrisórios três salários mínimos. Submetidas à revisão da Planta Genérica de Valores (PGV), as pessoas passarão a pagar um imposto reajustado a partir do impacto da valorização do metro quadrado da cidade nos últimos anos (a última revisão ocorreu em 2009) motivada, em parte, pelo aquecimento do mercado imobiliário. Isso faz-nos perguntar o seguinte: por que o cidadão que comprou ou construiu um imóvel com sacrifício décadas atrás e envelheceu num determinado bairro será obrigado a responsabilizar-se pela especulação imobiliária que ocorreria no futuro, justamente na época da vida em que seus gastos com saúde mais aumentam e sua receita diminui?  Continuar lendo

II Congresso Municipal sobre Envelhecimento Ativo

logo oficial congresso env ativo

O II Congresso Municipal sobre Envelhecimento Ativo que ocorrerá no dia 30 de novembro na Câmara Municipal de São Paulo (CMSP) contribuirá com a definição de São Paulo como Cidade Amiga do Idoso.

Em virtude da relevância política, social e científica do evento, me compete congratular o Vereador Gilberto Natalini por idealizar um evento bienal aberto à população e dedicado exclusivamente à discussão de temas sobre o envelhecimento na maior cidade do país. Continuar lendo

I Simpósio Internacional de Estudos sobre a Deficiência

banner evento deficiencia

Acontece de 19 a 21 de junho o I Simpósio Internacional de Estudos sobre a Deficiência, realizado em parceria entre o Memorial da Inclusão, da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência; o Diversitas, Núcleo de Estudo das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos – FFLCH/USP; e o Programa USP Legal, Comissão Permanente para Assuntos Relativos às Pessoas com Deficiência – USP.

Continuar lendo

Aprovado o PL 527/2010 que institui o Centro-dia do Idoso Fragilizado no município de São Paulo!

DSC07332

Usuários do centro-dia mantido pela AFAI comemoram. Fonte: http://goo.gl/Qfyzd

Mais uma conquista para o município! Finalmente as questões do envelhecimento vêm mobilizando o poder público a avançar na elaboração de projetos de lei que equacionem as demandas desse segmento populacional, pelo menos no que concerne à saúde e à assistência social. Foi aprovado no dia 22/05/2013 o Projeto de Lei 527/2010 – de autoria do Vereador Dalton Silvano (PV) – que institui o Centro-dia do Idoso Fragilizado em São Paulo.

Contribuições iniciais para o substitutivo do PL527/2010, a convite do Vereador Dalton Silvano.

Contribuições iniciais para o substitutivo do PL527/2010, a convite do Vereador Dalton Silvano. Salão Nobre da CMSP, 24/04/2012.

Na tribuna. Salão Nobre da CMSP, 24/04/2012.

Tive a grata oportunidade de participar ativamente no substitutivo do primeiro texto do PL 527/2010, por convite da Associação dos Familiares e Amigos do Idoso (AFAI) que mantém um centro-dia modelo para pessoas idosas fragilizadas, muitas das quais, com demências como a do tipo Alzheimer.  Na ocasião, de posse do primeiro texto e considerando-o insipiente nos quesitos finalidade, profissionais envolvidos, equacionamento de demandas regionais, dentre outros aspectos, fui convidada pelo nobre vereador a compor a discussão na tribuna. Decorrido aproximadamente um mês da audiência pública em que se discutiu amplamente o primeiro texto do PL, uma reunião com especialistas na Câmara foi agendada – na qual também estive presente – para o debate de alguns detalhes na redação final do projeto. Na ocasião frisei que o equipamento deveria ter clara distinção dos centros de convivência, tanto no escopo como nas práticas assistenciais. 

apoiadores
Apoiadores do PL527/2010 na CMSP, Salão Nobre, 24/04/2012.

A questão de objeto que apontei referia-se ao conceito norteador de “idoso frágil” ou “semi-dependente” que seria empregado para o acesso da população ao equipamento. Segundo quais critérios a rede pública de saúde encaminharia pacientes idosos para esse tipo de equipamento? Muito atento a essa demanda e às demais ponderações dos colegas gerontólogos, Dalton Silvano aprimorou a proposta original e (1) apresentou o conceito de “semi-dependente”; (2) acrescentou a possibilidade de fornecimento de transporte e alimentação aos idosos e, (3) o horário de funcionamento dos centros foi definido para das 7 às 18 horas.  Continuar lendo